Fédération Européenne des Cités Napoléonienne

Gehe zu Navigation | Content | Language

Portugal e Napoleão

Portugal e França comemoram, em 2008, um acontecimento político de relevo : as expedições napoleónicas em Portugal. Em 1808, Portugal iniciava uma nova era da sua História com a partida da Corte e dos mais importantes órgãos do Estado para as suas terras do Brasil, fora do alcance das tropas francesas e proporcionando assim a fundação de uma nova metrópole do império português : Rio de Janeiro.

Memória esquecida, memória épica ou caricatural : a Associação Portulan propõe uma exposição baseada numa iconografia realista e utopista construída ao longo dois séculos pelos detractores/admiradores do Império. Uma série de mostruários apresentam, em complemento da exposição, o acervo da Biblioteca Méjanes relativo a Portugal nesta época.

De maneira a prolongar a reflexão sobre as expedições francesas em Portugal, de 1807 a 1811, investigadores franceses e portugueses confrontam os seus pontos de vista sobre o que foi o primeiro fracasso de Napoleão. Esta apresentação assenta sobre as consequências da Guerra Peninsular, os estados da opinião e as alterações da política de Portugal, através de fontes portuguesas ou francesas, entre as quais o acervo patrimonial da Bibioteca Méjanes.


Tradução de Tereza Caillaux de Almeida : comissária da exposição

Exposition proposée par l'Association Portulan, inaugurée en septembre 2008 à Aix-en-Provence.
Commissaire de l'exposition : Tereza Caillaux de Almeida

Mairie de Sisteron
1 place de la République
04200 Sisteron
Tél. : 04 92 61 00 37
Fax : 04 92 61 08 60
E-mail: mairie@sisteron.fr